Ionix
Qual a diferença do aço carbono e do aço inox?

Qual a diferença do aço carbono e do aço inox?

#notícias

Usar bons materiais na sua empresa é uma das maiores decisões que se pode fazer e por isso, é importante que o responsável pela construção ou reforma saiba a diferença e o porquê de usar determinado material, como por exemplo, o aço.

É importante entender como o aço funciona e suas propriedades, já que ele costuma ser bastante usado em diversos setores da indústria alimentícia, de bebidas, laticínios, farmacêutica, cosméticos, frigorífica, entre outros.

 

O que é aço?

O aço é uma liga metálica em que sua formação principal é ferro e carbono. A primeira etapa de fabricação do aço é o ferro gusa, nas etapas seguintes os elementos de liga, ferro e carbono, são adicionados ou retirados do ferro gusa e assim temos o aço.

O carbono é um elemento bastante versátil e abundante em nosso meio ambiente, assim ele se torna parte fundamental na criação do aço.

Além de se usar o carbono nas ligas de ferro, também se usa elementos como: magnésio, cromo, vanádio e tungstênio que juntos se tornam agentes de resistência e impedem que um átomo de ferro se desloque.

Podemos classificar o aço pela a sua quantidade:

  • Carbono em porcentagem;
  • Composição química;
  • Constituição da microestrutura;
  • Sua aplicação.


O aço é uma liga metálica em que é possível incorporar outros elementos químicos, e assim é possível tornar ele mais resistente, com maior durabilidade, dureza e outra característica que for necessária.

Com essas características temos o aço carbono e o aço inox, que serão abordados nesse texto.

 

Aço Carbono

É composto por ferro e carbono, por ser apenas esses dois elementos ele é um aço mais frágil ao ser comparado com o aço inox.

Mesmo o processo de corrosão podendo comprometer a integridade do aço carbono ele ainda é útil em âmbitos técnicos e por isso é altamente utilizado na indústria. O seu valor também é mais barato comparado ao aço inox.

O aço carbono possui um acabamento mais fosco, ao qual lembra um ferro fundido, e por conta deste aspecto ele é dificilmente utilizado na confecção de peças que trabalham mais o lado estético.

Por ser um aço com pouca resistência ele é mais soldável e essa característica é empregada na construção civil, na produção de chapas automobilísticas, perfis estruturais, arames, placas, bobinas laminadas a quente ou a frio, fios-máquinas laminados a quente, entre outros.

 

Aço Inox

Diferente do aço carbono que é feito apenas com ferro e carbono, o aço inox é composto por ferro, cromo, carbono e níquel. A sua principal diferença com o aço carbono é que o aço inox possui alta resistência à corrosão.

O seu nome vem da palavra inoxidável, que é um termo dado para aquilo que não sofre desgaste de oxidação, assim temos o aço inox.

Quando um metal ou ferro é exposto ao ar ou a água ocorre o processo a oxidação do metal e ocasiona a corrosão. Que causa uma reação química no material, caracterizada pela cor alaranjada, popularmente conhecido como ferrugem.

O que permite essa alta resistência à corrosão é a inserção de cromo na composição do aço inox . Dependendo da quantidade colocada para compor a liga metálica ele forma uma película protetora ao entrar em contato com o oxigênio e torna o aço impermeável.

Para utilizar o aço inox é preciso saber o destino que deseja dar a ele, se ao usar ele é preciso que ele seja de fácil limpeza, baixo custo de manutenção, que seja resistente ao calor e à corrosão, que tenha uma aparência mais brilhante ou que seja reciclável.

Depois de determinar qual dessas características que são necessárias é possível adicionar novos elementos em sua composição, como nitrogênio, boro, nióbio, titânio, silício, molibdênio e cobalto.

Um dos usos mais comuns do aço inox está em: confecção de talheres e panelas, corrimões de escada, instalações hospitalares, peças para automóveis, revestimentos de elevadores, entre outros.

O aço inox também é comumente usado nas indústria alimentícia, de bebidas, laticínios, frigorífica, farmacêutica e cosméticos, além de outras áreas.

Para podermos classificar o aço inox é preciso levar em consideração a sua composição química, quantidade de carbono em porcentagem, constituição microestrutura e a sua aplicação. Assim temos três famílias mais comuns do aço inox Austenítico, Ferrítico e Martensítico.

  • Austenítico: sua principal característica é a alta resistência à corrosão, são mais utilizados para utensílios domésticos e equipamentos industriais.
  • Ferrítico: é o aço inox mais barato, costuma ser utilizado em moedas, talheres, eletrodomésticos, sinalização visual e indústrias. Também possui resistência à
    corrosão.
  • Martensítico: é o que possui menor resistência a corrosão, mas a sua dureza é a mais elevada. É utilizado para facas de corte, discos de freio especiais e instrumentos
    cirúrgicos.

Além das três famílias temos dois tipos de aço que se destacam, o aço inox 304 e o aço inox 430.

 

Aço Inox 304

O aço inox 304 é da família dos austeníticos, o que significa que ele é principalmente composto de ferro, cromo e níquel. Possui alta resistência à oxidação e corrosão, boa conformabilidade e boa soldabilidade. Ele não é um aço magnético, mas é de fácil soldagem e modelagem.

Esse aço inox é ideal para fabricação de utensílios industriais, como pias de cozinha, bancadas, equipamentos de processamento de alimentos e equipamentos para ambientes corrosivos.

Por possuir uma alta resistência ao calor é um aço inox bastante popular na escolha da fabricação de equipamentos para cozinha industrial. Além de ser bastante resistente ao calor, o aço inox 304 também apresenta resistência a corrosão e a água.

 

Aço Inox 430

O aço inox 430 é da família dos ferríticos, ele não possui níquel em sua composição, o que diminui o custo. Ele é um aço mais difícil de soldar, mesmo sendo inferior ao 304 pode ser utilizado na fabricação de equipamentos de cozinhas profissionais. A falta de níquel o torna um aço magnético.

Ele é normalmente utilizado para acabamentos automotivos e para o interior de secadores e máquinas de lavar louça. Ele é um dos aços mais populares e é mais barato que o aço inox 304.

Também pode ser usado para a fabricação de adornos de automóveis, fogões, geladeiras, pias, talheres ou parte interna do microondas. O aço inox 430 é utilizado na fabricação de moedas, no revestimento de elevadores e balcões frigoríficos.

O aço inox 430 também é resistente a corrosão, mas a sua capacidade de suportar situações mais agressivas é mais baixa ao ser comparado com o aço inox 304. Ele é um aço que pode ser aplicado em muitos ambientes moderados.

 

Qual aço inox devo escolher?

Ambos os aço inox 304 ou aço inox 430 costumam ser utilizados nos segmentos da indústria alimentícia, de bebidas, de laticínios, farmacêutica e cosméticos, frigorífica e outras indústrias.

Ao escolher o aço inox você irá escolher um produto de qualidade, principalmente por conta das suas características de brilho e resistência. Mas ele também é um aço diversificado, com ele é possível realizar vários trabalhos.

Outro fator que se deve levar em conta ao escolher o aço inox é a sua durabilidade, esse é um ponto importante em um investimento financeiro a longo prazo.

Por ter uma alta resistência a corrosão ele é um elemento que tem uma grande durabilidade ao longo do tempo e possui pouca manutenção, além de ser reciclável.

Particularidades como essas do aço inox são decisivas na hora de garantir a viabilidade econômica do projeto, o aço inox possui uma qualidade e nobreza acima das demais.

 

Entendendo toda a versatilidade do aço inox é possível compreender melhor qual o melhor para o seu objetivo, podendo ser o aço inox 304 ou aço inox 430 ou outro tipo de aço inox.

A Ionix tem o aço inox certo para a sua empresa, entre em contato conosco e saiba mais!

 

Atendemos todo Brasil
Faça um orçamento com Ionix

Ligamos para você

Ícone

Orçamento rápido

Preencha os campos abaixo

{{form.lingua_id=1;""}}